Saiba tudo sobre Artrose







A Artrose, que também pode ser definida como Osteoartrose, é uma doença crônica e degenerativa que atinge a cartilagem das articulações, popularmente conhecidas como juntas, prejudicando principalmente as articulações que possuem a função de descarga de peso, como o quadril, o joelho e a coluna, podendo causar dores musculares e rigidez.

Apesar de afetar principalmente homens e mulheres a partir da terceira idade, a artrose tende a desenvolver-se mais cedo nos homens. Frequentemente, é por volta dos 70 anos que as pessoas são diagnosticadas como portadoras de artrose. Entretanto, mesmo sem diagnóstico, outra grande parte das pessoas sofrem seus principais sintomas, que são dor e incapacidade funcional, o que dificulta a realização de atividades rotineiras, como permanecer muito tempo na mesma posição, e pode, ainda, prejudicar o sono, pois as dores são muito comuns durante a noite.

artrose coluna Artrose: a famosa dor na junta

Uma das prováveis causas da artrose é uma anomalia ou deformidade das células que sintetizam os componentes da cartilagem: o colágeno, que é uma proteína resistente e fibrosa do tecido conjuntivo, do tecido das juntas, e os proteoglicanos que são substâncias que dão elasticidade à cartilagem.

Os principais sintomas da artrose são:

- Perda de mobilidade na articulação, que pode também ficar completamente rígida;

- Os ligamentos que rodeiam e sustentam as articulações podem distender-se de tal maneira que acabam tornando instáveis os lugares afetados, como joelho e cotovelos, o que faz com que ao ser tocada ou movimentada a articulação apresente fortes dores;

- A coluna vertebral é uma das partes do corpo mais afetadas pela artrose, por esse motivo, a dor nas costas acaba sendo o sintoma mais frequente;

A artrose possui um desenvolvimento lento na maioria dos casos depois do aparecimento dos sintomas. Muitas pessoas apresentam alguma forma de incapacidade, mas, em certas ocasiões, a degenerescência articular detém-se. Por isso, é muito importante que o diagnóstico seja feito o quanto antes, para que o tratamento seja realizado desde o início da doença. Hábitos saudáveis que garantem boa qualidade de vida ajudam a melhorar e adiar a evolução da doença. Caso contrário, o problema poderá ser resolvido apenas através de cirurgias.

O diagnóstico se dá por meio de exames clínicos e de imagens e para que a descoberta da doença seja realizada o quanto antes, é preciso que, a partir dos quarenta anos, principalmente, as pessoas mantenham contato com ortopedistas e/ou fisioterapeutas especializados que orientam os pacientes, tanto para que um método preventivo da doença seja adotado quanto para que se iniciem tratamentos medicamentosos, que ajudam a reduzir a dor e proteger a cartilagem.

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

0 comentários:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!