Hábitos sadios ajudam na prevenção da artrose







A artrose é o tipo de doença articular que mais afeta a população, levando à piora da qualidade de vida de milhões de pessoas em todo o mundo. O controle da doença vem se transformando num dos grandes problemas de Saúde Pública a serem enfrentados na assistência ao idoso. A preocupação no controle da doença se estende ao Brasil que, segundo a OMS, até 2025 será o sexto país do mundo com o maior número de pessoas idosas.


A artrose tem uma evolução lenta, mas progressiva. Contudo, o mais importante é o seu diagnóstico precoce, que vai permitir a adoção de uma estratégia de múltiplos tratamentos capazes de controlar a sua evolução. A idade avançada não representa mais um impedimento para o tratamento da artrose. A boa evolução até mesmo de pacientes centenários é uma realidade e tem sido comum na rotina dos consultórios. Assim, hábitos sadios na alimentação, atividade física, exposição ao sol, desde cedo, são algumas recomendações para a prevenção da doença.

Para o tratamento da doença degenerativa das articulações, as pesquisas vêm mostrando um avanço significativo nos medicamentos. Abandonou-se o objetivo fatalista de tratar meramente os sintomas, deixando a artrose evoluir. Embora os anti-inflamatórios e analgésicos apresentem utilidade inegável, eles não alteram e não interferem no curso progressivo da degeneração. O novo enfoque visa uma ação efetiva sobre a cartilagem, retardando a sua deterioração e estimulando os mecanismos de reparação.

COMENTE ESSE POST

Compartilhe no Google +

Um comentário:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!